Chicote grosso

Acobertamos muitos desejos imprevisíveis
que outrora vem à pele e afloram
armas inflamáveis e falíveis

Quando os esforços caem no fundo do poço
a vida arranha as costas
tal qual chicote grosso

Pensamentos acompanham o mundo na contra mão
e de mãos dadas,
se fundem ao caos construído por ilusões da inteligência

A breguice diária te causa depressão
de mãos desatadas
e com a apatia estampada numa alma que pede clemência

Mãos ao céu
cabeça baixa vomitando fel
todo lirismo está morto

A vida machuca,
faz mastigar até o caroço
a vida machuca
tal qual chicote grosso

12 Comentários:

Elyane Lacerdda disse...

Brendo, que poema lindo!
Fiquei encantada com seu poema pela profundidade, pelo traço poético!
Bravo!!!!!
Quando tiver post novo, avise sempre!
Boa semana e bjus.
http://www.elianedelacerda.com

PEQUENOS DELITOS RENOVADOS disse...

Com razão:
Poema lindo... a primeira estrofe cheia de rimas aliteradas.... com excepcional sonoridade.
Só acho que poderia ter menos espaços entre as estrofes, a última está longe demais (seria isso um traço do poema, o distanciamento entre as estrofes e ideias????)
No mais... excepcional blog que doravante sigo!

PEQUENOS DELITOS RENOVADOS disse...

Brendo... coloque uma aba para que possamos te seguir!

Simone Lima disse...

Segunda estrofe não poderia ser mais verdadeira!!!!
Adorei o que tu escreves e concordo com o PDR, lance a aba de seguidores!!
Obrigada por visitar o Bem-me-quer, espero te ver lá mais vezes!!

Beijoo'o
flores-na-cabeca.blogspot.com

Ricardo- águialivre disse...

Retribuindo a visita encontrei um blogue com poemas muito bonitos. Parabéns.
Está linkado no pensamentos
Deixo um abraço

Brendo disse...

Foi um erro meu. Eu postei e fui dormir nem vi como ficou a postagem.

Obrigado pela visita

Brendo disse...

Na mudança do design eu esqueci de colocar a aba de seguidores no layout. obrigado por me lembrar. rsrsrs
E obrigado pela visita

My Precious Space disse...

Obrigada pelo comentário*
Poema fantástico ;)
já estou a seguir o teu blog..passa no meu e segue também ;)
uma boa semana**
http://mypreciouspace.blogspot.pt/

Zilani Célia disse...

OI BRENDO!
TE AGRADEÇO PELA IDA AO "SÓ PRA DIZER" E PELO COMENTÁRIO GENTIL.
QUANTO A USARES MEU TEXTO EM TEUS SARAUS, SERÁ UMA HONRA.
ABRÇS



http://zilanicelia.blogspot.com.br/

Juju disse...

Oi Brendo!!
Muito bom seu poema... parabéns!! Verdadeiro, ácido...muito bom!
Bjinhos
JuJu
asbesteirasquemecontam.blogspot.com.br

Diana Canaverde disse...

Olá Brendo, tudo bem???

Bem bonito o seu poema.... ele é tenso... forte.... e bem fácil de absorver... traduz o que sentiu ao escrevê-lo.... Xero!!!!!

http://minhasescriturasdih.blogspot.com.br/

sandra mayworm disse...

Olá Brendo, tô curtindo seus poemas...rs!
Eu escrevo pro Boteco e gostei de conhecer você, jovem talentoso.Tô e seguindo.
Grande abraço.

Postar um comentário

Obrigado por Comentar

 

Brendo Vieira © 2010

Blogger Templates by Splashy Templates